BLOG TÔ NA MÍDIA SURUBIM

HIT DO POSTO

DÁRK MODA FITNESS

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Mano Walter quebra recordes do Forró no Youtube

Cantor se consolidou como um dos principais do Brasil no Youtube
Resultado de imagem para mano walter
O Vaqueiro Mano Walter segue consolidado como um dos principais nomes do Forró no Brasil, sendo também um dos principais artistas do momento. Há algum tempo o clipe da música Não deixo, não havia se tornado o clipe de Forró mais visto da história da plataforma, agora ele também se tornou o vídeo com maior taxa de aprovação, 93,6%, ultrapassando Ar-condicionado no 15, de Wesley Safadão.

Mas não para por aí, ele também subiu posições no ranking geral, que conta com todos os gêneros musicais do país. Anteriormente ele ocupava a 35ª posição, mas subiu para 32ª, ocupando um espaço que nenhum outro artista do Forró havia chegado e lutando para ficar no Top 30.

Após Não deixo, não os dois clipes mais vistos do cantor são das músicas O que houve?, que tem participação de Marília Mendonça e chegou a 312 milhões de visualizações, e Juramento do dedinho, com 244 milhões.

Fãs de Gabriel Diniz fazem campanha para cantor vencer Prêmio Multishow

Fãs fizeram o mesmo e conseguiram fazer do cantor vencedor durante o São João
Em cerca de duas semanas nós completaremos cinco meses da perda do cantor Gabriel Diniz. A saudade com certeza nunca irá acabar, mas existem formas de sempre deixar o artista vivo e na memória de todos. Grupos de fãs estão se mobilizando na internet para que o cantor seja vencedor de algumas categorias em uma premiação anual do Multishow.

As categorias do Prêmio Multishow em que ele concorre são: Cantor do ano, Música chiclete e Música do ano, as duas últimas com a faixa Jeniffer, que o tornou conhecido em todo o Brasil.

Para votar no Prêmio Multishow é só clicar aqui e você será redirecionado para o site da votação.

Vale lembrar que durante o São João o Sua Música elegeu a melhor música das festas juninas e após uma mobiliação dos fãs, ele foi o vencedor com uma boa vantagem para os demais candidatos

Sua Música chega a 1 milhão de inscritos no Youtube e recebe placa dourada

Plataforma se consolidou como um dos principais canais musicais do Nordeste no Youtube
Você já deve ter visto grandes youtubers recebendo suas placas por atingirem marcas importantes no Youtube, certo? Agora o Sua Música agora também faz parte deste grupo. Há alguns dias atingimos a marca de um milhão de inscritos em nosso canal oficial e nesta terça-feira (15) recebemos a placa dourada comemorativa em alusão a marca.

A placa foi enviada para um dos escritórios espalhados pelo Brasil e ganhou foto com parte dos nossos colaboradores.

Atualmente o Sua Música já tem mais de 1 milhão e 100 mil inscritos no canal e cerca de 163 milhões de visualizações em todos os vídeos somados. Abaixo você confere os cinco vídeos mais vistos.

5 - Caninana e Mano Walter - Não troco por nada
4 - Bonde do Brasil - Dormir de conchinha
3 - Pisadinha de Luxo - Tu tá querendo, tá?
2 - Banda A Loba - Cama velhinha
1 - Devinho Novaes - Como a culpa é minha?

E é claro que também temos que fazer uma menção honrosa a um dos últimos lançamenos do nosso canal. A música "Solinho agressivo" já ultrapassou quatro milhões de visualizações em menos de um mês.

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Pernambuco registra 284 homicídios em setembro e soma 2.563 assassinatos em 2019

Número de mortes no mês representa uma queda de 10,9% em relação aos 319 contabilizados no mesmo período de 2018, segundo a Secretaria de Defesa Social.
Assassinatos são investigados pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) — Foto: G1/Arquivo
Pernambuco registrou 284 mortes violentas em setembro de 2019. De acordo com dados divulgados nesta terça-feira (15) pela Secretaria de Defesa Social (SDS), o número é 10,9% menor do que os 319 crimes do mesmo tipo contabilizados em setembro de 2018.

Com a estatística de setembro, o estado soma, em nove meses, o registro de 2.563 Crimes Violentos Letais Intencionais. No mesmo período de 2018, foram 3.232 crimes do mesmo tipo, o que representa uma queda de 20,6%.

O número registrado no mês representa o menor da série histórica mensal dos últimos cinco anos, segundo a SDS. Em 2014, foram contabilizados 255 homicídios Pernambuco.

Histórico de homicídios em Pernambuco entre meses de janeiro e setembro

Das 284 ocorrências registradas em todo o estado em setembro de 2019, 29 foram contabilizadas no Recife. Esse é o menor resultado para os meses de setembro, desde 2004.

Na Região Metropolitana do Recife, exceto na capital pernambucana, a SDS contabilizou 76 homicídios em setembro de 2019, o que representa uma queda de 16,4% na estatística em relação ao mesmo mês de 2018. Na Zona da Mata, foram 63 vítimas em 2019, 8,6% a menos do que as 69 pessoas assassinadas em setembro do ano passado.

Já no Sertão, o estado contabilizou 34 crimes violentos na região durante setembro de 2019, número que representa uma queda de 20,9% no número em relação ao mesmo período do ano anterior.

De acordo com a SDS, 69,7% das ocorrências registradas em setembro foram motivadas por atividades criminosas, acerto de contas e tráfico de drogas. Os conflitos na comunidade aparecem em segundo lugar, com 15,1% das ocorrências.

Violência contra a mulher
Ao todo, foram contabilizados cinco feminicídios em setembro de 2019 – um a menos do que no mesmo período de 2018, quando foram registrados seis crimes do tipo. Em 2019, também foram registrados 176 estupros, o que representa uma queda de 29,3% em relação aos 249 casos registrados em setembro de 2018.

G1

Ao vivo: Bolsonaro anuncia 13° para beneficiários do Bolsa Família

Na mesma solenidade, governo libera verbas para obras de Irmã Dulce
A solenidade ocorre na tarde desta terça-feira (15)
O presidente Jair Bolsonaro participa na tarde desta terça-feira (15) do anúncio do 13° salário para beneficiários do programa Bolsa Família. [acompanhe ao vivo mais abaixo]

Bolsonaro já havia adiantado a medida no início do governo. O pagamento do décimo terceiro será feito no mês de dezembro. À época, o Ministério da Cidadania, responsável pela gestão do programa, informou que o custo total com o pagamento extra seria de R$ 2,5 bilhões. Atualmente, mais de 13 milhões de famílias recebem o benefício.

Irma Dulce
Na solenidade desta terça, o governo anunciará também a liberação de recursos para as obras da Irmã Dulce. Canonizada no último domingo (13) pelo Vaticano, a Santa Dulce dos Pobres nasceu em 26 de maio de 1914, em Salvador. A soteropolitana dedicou a vida a cuidar dos mais pobres e morreu em 1992. O trabalho social iniciado por ela continua vivo e, atualmente, as Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) contabilizam 2,2 milhões de procedimentos ambulatoriais por ano, e dispõem de 954 leitos em cinco hospitais.

FOLHA PE

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Com show no Recife, Casseta e Planeta anuncia turnê em comemoração pelos 30 anos


Foto: Nando Chagas/Divulgação
Se você tem mais de 20 anos, provavelmente vai se lembra do machão Maçaranduba e suas confidências ao seu "sarado diário", assim como do letrado seu Creysson, que tirava dúvidas de português se embaralhando nos "nómios complicádios". Ou ainda dos confusos policiais Fucker and Sucker, que nunca conseguiam sincronizar as suas falas. 

Os icônicos personagens do programa Casseta e Planeta estão de volta, na verdade serão recordados nos palcos. O elenco original do grupo humorístico, exibido na Globo de 1994 até 2010, se reúne a partir deste mês para uma série de apresentações pelo país, como parte da comemoração por seus 30 anos de estrada. 

"Vai ser quase um stand-up de cinco, falando do passado, de coisas que aconteceram nessas três décadas. Vai ter uma homenagem a Bussunda e vamos falar da Maria Paula, a 'oitava casseta'. Não teremos os personagens no palco, mas vamos falar deles. E terá música, nossos shows sempre foram muito musicais", afirma Beto Silva. 

Além de Beto, 59, Claudio Manoel, 60, Helio de La Penã, 60, Hubert Aranha, 59, e Marcelo Madureira, 61 vão participar da turnê Casseta & Planeta Tour 30 Anxs 2019. A única ausência é a de Reinaldo Figueiredo, 67, que hoje segue carreira de músico na Companhia Estadual de Jazz, mas também será lembrado nas apresentações, como Bussunda, que morreu em 2006, vítima de um ataque cardíaco.

O elenco, que se uniu pela primeira vez no fim da década de 1970, em uma casa de shows carioca, não se apresentava junto nos palcos desde que o programa Casseta e Planeta passou a ser semanal, em 1998 -até então, ele era mensal. Mas eles dizem não ter perdido o jeito ou a paixão pelas apresentações ao vivo. 

"Deu um certo nervosismo [voltar aos palcos], porque faz muito tempo, mas sempre gostei muito de fazer show. Particularmente, lamentei quando a gente parou com eles. Mas é aquele negócio, a gente tinha que ter vida, cuidar da família, educar os filhos, ficar com a mulher. Foi uma opção pensada", recorda Hubert. 

Desde o término do Casseta e Planeta Urgente!, em 2010, o grupo se uniu novamente em 2012, também na Globo, para o Casseta e Planeta Vai Fundo, cancelado no mesmo ano. E depois, em 2016, no canal pago Multishow, para o Procurando Casseta e Planeta. Em 2019, eles criaram um canal no YouTube para recordar os personagens clássicos da atração –este ainda no ar. 

Foi a partir desse último encontro que os empresários dos artistas tiveram a ideia da turnê. Foram em torno de seis meses para escrever novos números, recordando o que foi feito nesses 30 anos, sem esquecer as adaptações, como a música que citava Zico e agora vai falar de Neymar, ou o vagabundo do "Rap do Vagabundo", que virou youtuber.

"É uma celebração, mas também uma forma de mostrar que estamos aqui, fazendo nossas piadas. Elas continuam boas, estamos bem de saúde, fazendo uns tratamentos intensivos, tomando remédios, treinamentos físicos para aguentar a parada. Mas estamos gostando muito dessa experiência", brinca Hubert.

Padre Fábio de Melo confirmado na Festa de Nossa Senhora da Conceição, padroeira de Orobó

No município de Orobó, o novenário da padroeira de Nossa Senhora da Conceição será celebrado com diversas atividades na comunidade católica, entre elas, o show do Padre Fábio de Melo. O nome do religioso foi confirmado na edição desta segunda-feira (14), no Diário Oficial dos Municípios da AMUPE. A publicação traz a apresentação programada para o dia 9 de dezembro de 2019, em praça pública, contratada pela prefeitura local.

O documento publicado no DO ainda traz o valor da contratação do padre cantor: R$ 193 mil. O show de Padre Fábio de Melo será o primeiro na região aberto ao público. A festa de Nossa Senhora da Conceição é a mais tradicional do município. A programação completa do novenário está sendo organizada pela comissão da festa. A expectativa da Paróquia é de receber centenas de caravanas da região. Do Blog do Agreste (Foto | Cleiton Thiele - Divulgação)

domingo, 13 de outubro de 2019

Irmã Dulce é canonizada pelo papa e se torna a primeira santa brasileira

Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes, conhecida como Irmã Dulce, nasceu em 1914, em Salvador. Foto: Senado Federal/Divulgação.
A religiosa baiana Maria Rita Lopes Pontes, a Irmã Dulce (1914-1992), foi canonizada neste domingo (13) pelo papa Francisco e se tornou a primeira santa brasileira. Ela teve dois milagres reconhecidos pela Igreja Católica e agora passa a ser chamada de Santa Dulce dos Pobres.

A cerimônia de canonização aconteceu na praça São Pedro, no Vaticano, em frente à basílica de mesmo nome, diante de autoridades e fiéis.

Iniciada às 5h10 (horário de Brasília), a missa teve uma liturgia específica para canonizações. Logo após cantos iniciais e a saudação do papa, o cardeal Angelo Becciu, prefeito da Congregação das Causas dos Santos, fez o pedido formal ao papa para que cinco beatos fossem considerados santos.

Além de Irmã Dulce (1914-1992), foram canonizados o britânico John Henry Newman (1801-1890), a italiana Giuseppina Vannini (1859 -1911), a indiana Mariam Thresia Chiramel Mankidiyan (1876 -1926) e a suíça Marguerite Bays (1876 -1926).

No altar, armado à frente da basílica de São Pedro, foram colocadas relíquias dos novos santos. Em seguida, foi rezada a "Ladainha de Todos os Santos", o que só ocorre em momentos solenes da Igreja Católica. Uma canonização só acontece diante do papa, no Vaticano, diferentemente da beatificação que pode ser no lugar de origem do religioso. O papa, então, iniciou a fórmula da canonização, falando em latim.

"Pela honra da Santíssima Trindade, pela exaltação da fé católica e o fortalecimento da vida cristã, pela autoridade do Nosso Senhor Jesus Cristo, dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo e nossa, depois de haver longamente refletido, invocado tantas vezes a ajuda divina e escutado o parecer de muitos dos nossos irmãos no episcopado, declaramos e definimos santos os beatos", disse o papa Francisco.

Após citar o nome dos cinco novos santos, sendo o da brasileira em quarto lugar, declarou: "Inscrivamo-os no álbum dos santos, estabelecendo que eles sejam venerados assim por toda a igreja. Em nome do pai, do filho e do espírito Santo."

O processo de canonização da baiana foi o terceiro mais rápido da história da Igreja Católica (27 anos após sua morte), atrás apenas do papa João Paulo 2º (1920-2005) e de Madre Teresa de Calcutá (1910-1997), cujo trabalho social foi comparado ao de Irmã Dulce nos últimos dias.

Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes, nome de batismo de Irmã Dulce, teve dois milagres reconhecidos pela Igreja Católica.

Em 2011, anunciou-se a beatificação da freira com o reconhecimento do primeiro milagre. O caso aconteceu em 2001, em Sergipe, quando as orações a Irmã Dulce teriam feito cessar uma hemorragia em Claudia Cristina dos Santos, que padeceu durante 18 horas após dar à luz o seu segundo filho.

Neste ano, foi reconhecido o segundo milagre: depois de 14 anos convivendo com uma cegueira causada por um glaucoma, o maestro José Maurício Moreira recuperou a visão em 2014. Ele foi um dos presentes na cerimônia que acontece na praça de São Pedro.

Nascida em Salvador, Irmã Dulce, que ficou conhecida como "anjo bom da Bahia", teve uma trajetória de fé e obstinação na qual enfrentou as rígidas regras de enclausuramento da igreja para prestar assistência a comunidades pobres da cidade, trabalho que realizou até a morte.

Ela ingressou na vida religiosa como noviça na Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição, em São Cristóvão (SE).

Em Salvador, passou a se dedicar a ações sociais. Em 1959, ocupou um galinheiro ao lado do Convento Santo Antônio e improvisou uma enfermaria para cuidar de doentes. Foi o embrião das Obras Sociais Irmã Dulce, que atualmente atende uma média de 3,5 milhões de pessoas por ano.

Neste domingo, no Vaticano, o público começou a formar fila logo às 6h da manhã (horário local), cerca de quatro horas antes da cerimônia. Os portões de controle com detector de metais foram abertos às 7h15 (também no horário local). Enquanto esperavam o início da missa, os grupos de brasileiros entoavam cantos em homenagem à religiosa baiana e agitavam bandeiras verde-amarelas.

Entre os presentes na cerimônia, além de arcebispos, bispos e cardeais, participaram os postuladores dos cinco santos (os responsáveis pelo processo de canonização junto ao Vaticano) e autoridades. O Brasil foi representado oficialmente pelo vice-presidente, o general Hamilton Mourão -o presidente Jair Bolsonaro alegou problemas de agenda para não viajar a Roma.

A comitiva oficial conta com um total de 14 pessoas, incluindo os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, o procurador-geral da República, Augusto Aras, além do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM).

O ex-presidente José Sarney, um dos políticos mais próximos de Irmã Dulce, também assistiu à cerimônia.

Em outros pontos da praça de São Pedro, havia dezenas de outras autoridades brasileiras que viajaram à Itália para acompanhar o evento, como o governador da Bahia, Rui Costa (PT), senadores, deputados federais, estaduais e seus respectivos acompanhantes.

QUEM FOI IRMÃ DULCE

Biografia

Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes, conhecida como Irmã Dulce, nasceu em 1914, em Salvador. Responsável por construir uma das maiores obras de assistência social gratuita do país, a freira era chamada de "anjo bom da Bahia". Morreu em 1992, aos 77 anos.

Milagres

Irmã Dulce teve dois milagres reconhecidos pelo Vaticano. Em 2001, as orações em seu nome teriam feito cessar uma hemorragia de uma mulher de Sergipe que padeceu durante 18 horas após dar à luz o seu segundo filho. Em 2014, o maestro baiano Jose Maurício Moreira voltou a enxergar após 14 anos de cegueira.

Canonização

Neste domingo (13), a freira foi canonizada pelo papa Francisco, em cerimônia realizada no Vaticano. Com isso, se tornou a Santa Dulce dos Pobres, a primeira mulher brasileira a ser declarada santa pela Igreja Católica.

IBGE: 11% dos trabalhadores que cursaram faculdade ganham até um salário mínimo

Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
Faz tempo que o diploma universitário não garante um salário mais alto no futuro. Desde a recessão, que tirou milhões de brasileiros de seus empregos e corroeu a renda das famílias, porém, só aumenta o número de trabalhadores que cursaram faculdade, mas tiveram de aceitar funções que pagavam, no máximo um salário mínimo.

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, do IBGE, colhidos pela consultoria IDados, apontam que 11% dos trabalhadores formais e informais que cursaram faculdade ganhavam até um salário mínimo (R$ 998) no segundo trimestre. É o maior patamar desde que a pesquisa começou, em 2012.

Entre abril e junho deste ano, eram 2,77 milhões de brasileiros nessa situação. É mais do que a população de Salvador e 1,07 milhão a mais de pessoas do que cinco anos antes, quando o País ainda não tinha entrado em recessão. Enquanto a crise foi se espalhando pelo mercado de trabalho, fechando vagas, aumentando a informalidade e reduzindo o rendimento das famílias, o número de graduados trabalhando por até um salário mínimo foi aumentando.

A assistente comunitária Valdelice Lima Nery, de 44 anos, faz parte desse porcentual de profissionais. Formada em administração de empresas, em 2010, ela hoje trabalha por cerca de um salário, em um posto de saúde na zona oeste do Rio de Janeiro. "Mesmo empregada, fiz dois anos de cursinhos preparatórios para concursos, mas a quantidade de seleções caiu e não consegui trocar de emprego. Queria tentar uma vaga com salário maior, mas tudo foi ficando difícil, pela piora da situação do País", conta.

Ela, que presta atendimento a mais de mil famílias na região, diz que a preocupação agora é manter o emprego. "Mesmo com um número de assistentes abaixo do necessário na cidade, o contrato só vai até o fim do ano, e a Prefeitura ameaça não renovar o serviço." Apesar de pouco, por dois anos, esse salário foi a única renda da família.

Precarização
"A verdade é que o trabalhador está em uma situação complicada", avalia o economista Bruno Ottoni, da IDados. "O mercado não está gerando tantos postos e os que surgem são de baixa remuneração. Ele vê o que está disponível e, muitas vezes, acaba aceitando uma ocupação que paga bem menos do que gostaria."

Para o economista, a situação atual do mercado de trabalho, com desocupação ainda elevada (de 12,6% em agosto) e poucas oportunidades com melhor remuneração, é o pior dos mundos para muitos ex-universitários. "Alguns deles tiveram finalmente a chance de entrar na faculdade nos anos anteriores à recessão, mas se depararam com um mercado que não consegue absorvê-los."

Um efeito colateral preocupante da falta de boas oportunidades de emprego para quem tem mais anos de formação seria desestimular as pessoas a seguirem estudando, diz Clemente Ganz Lúcio, diretor técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

"Isso é ruim, principalmente para as famílias mais pobres, que investiram com sacrifício em formação superior, com a expectativa de ascender socialmente. Se o trabalhador sente que não precisava ter estudado tanto, pode cair em uma frustração difícil de superar", diz.

Informalidade
A busca dos trabalhadores mais qualificados por vagas com remuneração melhor deve ser longa, na avaliação de economistas ouvidos pelo Estado. O mercado de trabalho tem se recuperado em um ritmo mais lento do que se antecipava no início do ano e tem se ancorado, sobretudo, no avanço do trabalho informal - que é recorde.

O avanço da informalidade ajuda a explicar o aumento do número de graduados em universidades que ganham um salário mínimo ou menos. A última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua mostra que em um ano, até agosto, foram criados 1,4 milhão de postos sem carteira assinada ou CNPJ (que inclui profissionais liberais e microempreendedores, por exemplo) e apenas 403 mil vagas de carteira assinada.

Um outro levantamento da consultoria IDados, feito a partir dos números da Pnad Contínua, aponta que um terço dos trabalhadores informais ganhava menos de R$ 5 por hora. Desde o início da recessão, há quatro anos, esse porcentual não fica abaixo dos 30%.

"Se a maioria dos novos postos de trabalho é precária, isso gera uma dinâmica negativa no mercado de trabalho", avalia Ganz Lúcio do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). "Isso precisa ser objeto de preocupação do poder público. O Brasil não pode se acostumar a ser um País de informais ou uma economia com trabalhadores de baixa remuneração." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Eric Land lança carreira no Recife apadrinhado por Wesley Safadão

O Recife foi a cidade escolhida para o lançamento oficial do cantor Eric Land na cena sertaneja do Brasil. O artista de 23 anos é natural de Fortaleza e apadrinhado por ninguém mais, ninguém menos que Wesley Safadão. O cantor esteve presente no evento, acompanhado da esposa, Thyane Dantas; da mãe, Dona Bil; e do irmão, Wátila de Oliveira.
É uma grande promessa, tem um grande potencial, que a gente deseja todo o sucesso do mundo, tenho certeza que Pernambuco vai adorar. Eric Land, em breve, realizando grandes show lá aqui no estado de Pernambuco, que é um estado que eu sou suspeito para falar, tenho um carinho muito grande”, disse Safadão.

A WS Shows (escritório de artistas de Safadão) em parceria com a Luan Promoções (empresa recifense referência do show business no Brasil), são responsáveis pelo agenciamento do artista Nessa terça-feira, as duas empresas reuniram imprensa e convidados para o show de estreia do cantor no espaço Chalé 92, localizado no bairro das Graças.
Em caráter intimista, Eric tocou sucessos do forró e do sertanejo, de artistas consagrados como Wesley Safadão, Luan Santana e Aviões do Forró. Mas também não ficaram de fora, músicas novas, do repertório próprio do cantor.

“A expectativa agora é fazer muitos shows, 30, 40, 50 shows. Não tenho dúvidas de que vai vir muita coisa boa, muita festa bacana, festa temática. Eric Land vai estar nos maiores festejos”, promete o mais novo cantor da cena sertaneja.